20 de julho de 2015

SEI DE UMA ALMA


Imagem - autor desconhecido


Sei de uma alma


Sei de uma alma,
gémea da minha, 
que se desnudou 
completamente 
dando a conhecer à minha 
os elos do laço
que a une à minha,
em tarde de pura magia 
junto a um rio, 
também ele mágico, 
num abraço de dois corpos perfumados 
e aquecidos pela fogueira da paixão...

Sei de uma alma
de uma beleza ímpar, 
que se desnudou completamente
à minha, 
ao ritmo acelerado do bater
de dois corações onde vivem 
dois seres que se amam, 
em livre e consentido afecto, 
nascido da ternura de dois olhares 
e da luz intensa de dois sorrisos...

Sei de uma alma
que há muito eu sonhara 
e em boa hora aportara 
à serena enseada da minha alma

Sei de uma alma...


Hamilton Ramos Afonso