17 de setembro de 2015

A TERNURA DE NOVO...


Imagem - Google

A ternura de novo...


De novo o meu colo acolhe-te a cabeça
que repousa languidamente,
com o teu rosto iluminado
pelo sorriso ladino e gaiato 
que me seduz, de olhos bem abertos
que namoram descaradamente os meus,
e que são um convite para as minhas mãos
te despentearem os cabelos, desfazendo caracóis, 
alisando as madeixas mais rebeldes 
acariciando-os, com a ternura que volta a ser toda tua...

Hamilton Ramos Afonso