17 de fevereiro de 2016

QUASE BEIJO...




Quase beijo...
 

No aconchego do calor de dois corpos
unidos e estreitados num abraço 
em troca de aromas de duas peles 
veladas pela roupa que as cobre...

Na ternura de dois olhares
que se cruzam
e se fixam intensamente, 
palavras silenciadas
por serem supérfluas
duas bocas aproximam-se 
dos cálices onde as línguas
se preparam para valsarem 
nos salões da volúpia e 
no ultimo segundo
os lábios encostam-se em casto beijo,
onde a ternura impera, 
ficando-se apenas por 
um quase beijo...

Hamilton Ramos Afonso