24 de abril de 2016

SINFONIA DO AMOR...




Sinfonia do amor...
 

Corpos estreitados e bem colados
fragrâncias de alfazema, jasmim,
madeiras e canela em nuvens de gotículas do suor, 
do aumento da entropia das nossas peles 
em perfeita harmonia química celebrando a lascívia
da fusão de dois desejos em tropel...

O abraço acolhe a volúpia de dois corpos em sinfonia
dos sons do sereno namoro de dois ternos olhares que 
desnudam as almas em busca do sentimento que as une
e dois pares de lábios carnudos e sedosos,
encostam-se primeiro abrem-se depois em fremente desejo e 
nas bocas transformadas em salão duas línguas bailam 
a frenética música da paixão...

No chão as roupas são testemunha de que naquela sala 
se celebrou o amor...

Hamilton Ramos Afonso