2 de agosto de 2016

FESTA DA VIDA




FESTA DA VIDA

 
Duas almas
que apreendem as semelhanças
dois corpos que ardem de desejo
bailam no palco da vida 
ao som da canção do amor
descobrindo as cores da paixão
os sons e sabores da felicidade.

No fim da dança dos corpos
peles orvalhadas,
ninho de braços, em afecto se derretem
cheiros que fazem intercâmbio na pele
e as memórias de cada um ancoradas
aos céus daquelas bocas 
que ainda sugam, sôfregas, 
o mel do Amor.

Hamilton Ramos Afonso