30 de setembro de 2017

LINGUAGEM DAS ALMAS




Linguagem das Almas


Depois de fazermos amor,
Ficamos a contemplar,
Os nossos corpos nus, cujo calor,
Ainda na nossa pele reluz na forma de amar.

Todos os músculos do teu ser,
Vibra perante o meu olhar,
E a sua mensagem quer dizer,
Que mais amor me queres dar.

Eu aceito o desafio,
Pois nunca me canso de ti,
Nem do teu aroma fugidio,
Nem do teu sexo envolto em organdi.

Talvez seja uma estranha profecia,
O certo é que me tens aqui,
Um sorriso, uma eterna magia,
Mutação perpétua dum dom que nasceu em ti.

Depois de fazermos amor,
Repouso amorosa no teu peito,
Nele não há lugar à dor,
Há sim à linguagem das almas ao teu jeito.

Áurea Justo

In Folha De Papiro Perfumada

https://www.facebook.com/autora.aureajusto