9 de agosto de 2018

DE UM OLHAR


Foto: Imagens do mar


DE UM OLHAR


Olhei o mar, beijei o luar.
Assim, vestiu-se-me o peito de ar,
senti p´lo lábio desejo de amar.

Surgiu o abraço p´las colinas.
Assim, banhou-se-me o coração,
senti o céu rente às meninas.

De um olhar p´ra lá do beijo.
Assim, p´la corrente de um mar,
P´ra junto de língua singular.

Quão salgado o meu desejo!
Assim, escrevo parte do dia,
alguns chamam-o de poesia.

Olhei o mar, absorvo a sensação.
Assim, sinto que há verbo amar,
há outro beijo de um olhar!

© Ró Mar

8 de agosto de 2018

PARA LÁ DO MAR...


Imagens do Mar


Para lá do mar...


Pés descalços sobre a areia
E a mesma a se sentir
É a praia que tens na ideia
Com as ondas a surgir

Despes-te de preconceitos
Vais na onda do teu (a)mar
Vogas com todos os jeitos
És uma Sereia a se gostar

Ouço o mar a murmurar
Sussurros bem audíveis
Naquele belo marulhar
Sobre corpos tão sensíveis

É o mar e a maresia
Onde eu colho teu olhar
O qual me dá sua alegria
Num momento de se amar

De repente vais na vaga
Nessa vaga amorosa
E eu espero que o mar te traga
Para mim mulher formosa

E vens na tona da água
Com teus cabelos a ondear
E crias em mim grande mágoa
Por ali não te poder amar

Vejo-te a ser levada
Para lá do infinito
Choro por ti ó amada
E acabo por dar um grito

Um grito de desespero
Por não te ver a vir a mim
É aqui que eu te espero
É de ti que estou afim

Armindo Loureiro 

SEDUTORA


Imagem: Amar e ser amado sempre


SEDUTORA

 
Teus lábios me provocam, sedutora,
Acendem meus desejos, sem pudor,
Tens um porte de musa e de senhora,
Despertas o meu ego sonhador.
 
Tua imagem me preenche a toda a hora,
És deusa sedutora, meu amor,
Agora esta paixão, que me devora,
É fogo que arde em mim, devastador.
 
Sentir o carmesim dos lábios teus,
Acariciar os seios que são meus,
É transformar o sonho em realidade.
 
Adormecer sorrindo em tua boca,
É dar outro sentido à chama louca,
Abrindo larga porta à f’licidade.
 
Abílio Ferradeira de Brito

2 de agosto de 2018

SOU TUA, MEU AMOR, SOU EU!


Pintura de Joseph Mallord William Turner


“SOU TUA, MEU AMOR, SOU EU!”


Na mente da fantasia, criei uns sonhos de magia
Á meiga luz do luar, quando a brisa conta segredos
Aos arvoredos, indo após beijar o mar nos rochedos!
Criei-os com harmonia naqueles instantes de valia,

De silêncio e meditação quando as estrelas seduzem,
E quando os lábios traduzem as vozes do coração.
Vejo sob o luar sereno uns olhos de morena reluzem! 
Olhei extasiado com um sentir abrasado de sedução...

Os olhos morenos falaram uma sublime linguagem
Comprovada pelos segredos que a brisa me deu,
Tal como aos arvoredos e a toda a sua folhagem!

E penso que nunca ouvirei outra vez na minha vida
A voz mais terna e sentida, a voz da minha querida
Dizer-me com fervor: “sou tua, meu amor, sou eu!”

Alfredo Costa Pereira  

[AMO TE]


Imagem - Temps i amor per tu 


[AMO TE]


Tenho cinco letras para ti
em mão cheia de saudade
citando a beleza de um rubi
que vi em tempos de mocidade.

Quando penso em ti
penso como a natureza, 
penso em ti como a natural beleza
que tem a sensação que senti.

O pôr do sol germinou ali,
poema de uma só palavra [amo te]
porque te sinto desde que te vi
até aqui [o meu coração guarda-te].

© Ró Mar