7 de novembro de 2017

... QUANDO ACORDAVAS EM MIM


Imagem - Art of God and Nature 


... QUANDO ACORDAVAS EM MIM


Ah, queria ter-te aqui bem junto a mim,
Rente ao coração, que é parte de ti!
Sentir aquele abraço, sem mais fim,
Que davas quando eu olhava para ti.

Ah, queria ser o luar em noite de verão,
Beijar o azul do céu e rete-lo em mim!
Sentir aquele aroma de jasmim
Que libertava quando te tocava ao coração.

Ah, queria ser a lua em quarto crescente!
Sentir aquele ondeado de constelações em mim
Que guiava quando vibrava o mais que presente.

Ah, queria ter-te aqui bem junto a mim!
Sentir aquele dia sereno e estuporante
Que pestanejava quando acordavas em mim.

© Ró Mar 

28 de outubro de 2017

O MAIS BELO SONHO QUE PODIAS IMAGINAR


Imagem - Zzig.comunidade


O MAIS BELO SONHO 

QUE PODIAS IMAGINAR


Que meus versos te cheguem em sonhos
Macios tais como meus lábios os escrevem;
Que tua noite encontre a serenidade que vem
De um vento pouco de olhos risonhos.


Não tenho à cabeceira luz para alumiar
Pensamentos que hão-de despertar
De uma noite viajante, ainda assim, podes confiar
Que o que expresso é sonho que vais amar.

Que meus versos te elevem o inconsciente
Numa certa paisagem e amanhã, ao acordar,
Sintas à flor da pele o que te soletrei pela noite
Como o mais belo sonho que podias imaginar.

© Ró Mar

30 de setembro de 2017

LINGUAGEM DAS ALMAS




Linguagem das Almas


Depois de fazermos amor,
Ficamos a contemplar,
Os nossos corpos nus, cujo calor,
Ainda na nossa pele reluz na forma de amar.

Todos os músculos do teu ser,
Vibra perante o meu olhar,
E a sua mensagem quer dizer,
Que mais amor me queres dar.

Eu aceito o desafio,
Pois nunca me canso de ti,
Nem do teu aroma fugidio,
Nem do teu sexo envolto em organdi.

Talvez seja uma estranha profecia,
O certo é que me tens aqui,
Um sorriso, uma eterna magia,
Mutação perpétua dum dom que nasceu em ti.

Depois de fazermos amor,
Repouso amorosa no teu peito,
Nele não há lugar à dor,
Há sim à linguagem das almas ao teu jeito.

Áurea Justo

In Folha De Papiro Perfumada

https://www.facebook.com/autora.aureajusto

18 de setembro de 2017

GOSTO DE MÚSICA CLÁSSICA




Johannes Brahms e o Amor...

Gosto de Música Clássica


De toda a música Clássica, 
como hino à arte de entrelaçar notas musicais,
de modo a fazer uma simbiose de vários instrumentos
e magistralmente
fazer acontecer Música...

Brahms, é um dos meus compositores de Culto e 
na sua genialidade vejo sempre, 
ao escutar os seus concertos para piano, 
odes ao Amor.

No primeiro andamento, 
chegamos a sentir a tortura,
a dor física
que conhecemos no amor físico, 
com a ânsia e a sofreguidão 
de fundir o nosso corpo com o da pessoa amada,
em movimentos vibrantes, 
que os grandes interpretes de Brahms 
executam com mestria, 
volúpia e uma intensidade tão vibrante,
como no amor carnal...

A transição para os outros andamentos,
doces, serenos e envoltos em grande ternura,
têm igual correspondência no amor entre dois corpos,
apôs o êxtase e a dádiva total, 
sobra a serenidade, 
a doçura, 
o abandono ao langor próprio da felicidade...

Por isso quando preciso de calma e tranquilidade 
e na ausência da pessoa amada,
ouço Brahms...
sempre, 
com o deleite que sinto, 
como se estivesse a fazer amor...