16 de março de 2017

SINTO O TEU CORAÇÃO, TÃO ATENTO...




Sinto o teu coração, tão atento...


Diz-me, sim diz-me
Que música ele escuta,
Que bailado sensual o encanta,
Que palavras doces o fazem viajar
Que sentimento o faz sonhar!

Quero perceber 
o que se passa na tua alma.
Cantar a canção 
que te tira toda a tua calma.
Eu sei, 
que é outro o mar em que navegas.
Mas tu sabes 
que não há limites para sonhar!

Não estou a cobrar 
o preço de nenhuma promessa.
Só que és tu a ilusão, 
que na minha vida se atravessa!
É teu o perfume 
que inalo nas ruas por onde caminho.
És tu a ave 
que em sonhos poisa no meu ninho.

E as tuas palavras 
acordam uma paixão esquecida.
O teu beijo escreve 
palavras no meu corpo adormecido.
E eu aprendo a amar 
e a ver que a vida só faz sentido
Se o coração bater por amor...

Angela Caboz

ESPAÇO


Foto: Rosário Pereira 


ESPAÇO


Ando sempre nas alturas.
Por isso,
não te chego aos calcanhares.
Quase subo pelas paredes
com as pernas cruzadas.

Toma o meu corpo.
Tem um cuidado intensivo
com ele.

Na boca, as palavras
trazem razão
mas depõem contra
o coração.

Os verbos irregulares
trazem ações imprevisíveis
dentro de mim.

A urgência dos olhos,
a mensagem nos lábios
que traz a palavra indecente,
como se entrasses
pela minha roupa a dentro.

E o coração bate sob a blusa
ardente,
sem saber bem o que sente.

Estendo as pernas
e aguardo o toque
da origem do Mundo.

Um espaço para permanecer.

Ana Pereira


9 de março de 2017

MULHER



Edir Pina de Barros


SENTA-TE AO LADO DO MEU SILÊNCIO...




Senta-te ao lado do meu silêncio...


Escuta as ondas e o meu silêncio...
Senta-te comigo, sem me tocares,
sente o cheiro da maresia
e olha o Mar e o céu fundidos nesse intenso azul...
Preciso respirar o perfume do Mar do teu lado,
pressentir o calor da tua pele
sem ainda te tocar,
sem ainda me tocares...
Deixa-me ouvir o bater do teu coração
misturando-se com o vai e vem das ondas...
Deixa-me voar em pensamentos
sem tirar os olhos do mar...
Espera o vento chegar
para então me dizeres que me amas
Ate lá deixa-me ficar só assim,

Depois falaremos de amor e... muito mais...

Madalena Lessa


ONDE DESCALÇA CAMINHO EM TI




ONDE DESCALÇA CAMINHO EM TI


quero sentir a areia fina sobre os pés
e a rocha bruta...
na relva de um jardim 
como aquele tapete que compraste para mim
onde descalça caminho em ti
pedras macias que retiraste daqui
e em pós transformaste
para amaciar a caminhada dos meus dias

Ana Carvalhosa


A ETERNIDADE SERIAMOS NÓS




A ETERNIDADE SERIAMOS NÓS


Percebi que existe eternidade
Quando me esqueci de mim
Perdida no calor dos teus braços

Esqueci-me que o tempo existe de verdade
Julguei que este momento não teria fim

Sonhei viver nos teus abraços
E alimentar-me do teu amor
Procurar neles o cheiro da felicidade
E deliciar-me com o seu sabor
Tudo o resto, poderia ficar para mais tarde

Percebi que poderia haver eternidade
Se os meus sonhos se unissem aos teus
Se os nossos sentimentos se entrelaçassem de verdade

Se os teus desejos se aninhassem nos meus
E nos esquecemos de que somos dois

Perdidos por um amor que é único
Sem pensarmos que existe um depois

A eternidade seriamos nós
Que de mãos dadas com o amor
Deixaríamos de nos sentirmos a sós

Angela Caboz