23 de janeiro de 2016

SENSUALMENTE ESCREVENDO NA TUA PELE





SENSUALMENTE ESCREVENDO NA TUA PELE


Sensualmente escrevendo na tua pele
Em um perfume de alma – excitante!
As palavras que extraio no olhar de mel
Beijam e a vida transcende em mim/ti;
Ah, porque assim o quis!
As mãos prendem-se à escrita que tão diz
Numa só fala – poemeto!

Um rio de águas transiente
Deseja desaguar em mim/ti
E há o grito infinito do momento
Em que adentras o corpo que assim fiz!
E, sinto/sentes a explosão – o clímax!
E, eis a rima à língua dos amantes;
Ultimo verso: o abraço e ponto final – relax.