2 de agosto de 2015

DANÇA COMIGO, MAIS UMA VEZ


Imagem - Google


DANÇA COMIGO, MAIS UMA VEZ

Deixa-me, deixa-me entrar na tua vida
Dedicar-te a serenata não inventada
Que na tua janela encontre guarida
Que seja abrigo da noite mal-amada

Deixa-me, deixa-me ser a nota de harmonia
A canção que apenas teu coração sabe ouvir
Numa melodia que seja um hino à fantasia
Dos corpos despertos em preparo de sentir 

E nesse momento, sem olhares constrangidos
Tomar-te-ei em meus braços e dançarei contigo
A valsa rodopiante que desnorteia os sentidos

Depois, para que faça ainda mais sentido
Dança comigo mais uma vez, e unidos
Segredar-te-ei notas de paixão ao ouvido.

Antero Jerónimo