27 de outubro de 2015

…EROTICAMENTE TUA… NÃO QUERO OUTRO JARDINEIRO…




...EROTICAMENTE TUA...

NÃO QUERO OUTRO JARDINEIRO...



Desata as ligas do meu pensamento
E desnuda-me a cintura no gesto que o meu olhar te insinua;
Vem...devagar, estou louca e um pouco na lua.

Acaricia-me o umbigo na cálida saliva, o orvalho do momento
É a fonte dos nossos olhos e o rio dos nossos desejos...
Dedilha em frases loucas o meu corpo e aconchega os seios
Nas saraivadas que me humedecem o coração
E abrem os meus volúveis lábios à nossa paixão.

Sou hélice...eroticamente tua...
A orbita sideral e tu és o mais-que-perfeito

Astro que a involucra, revigoras a flor
No aveludado pólen que me esvai...somos o canteiro
Perfeito…um jardim a florescer no amor.

Sou eroticamente tua...
Não quero outro jardineiro
A saciar as fases da minha lua.

© RÓ MAR